Abuso: a cultura do estupro no Brasil

Abuso: A cultura do estupro no Brasil – Livro

O livro “Abuso: a cultura do estupro no Brasil” foi escrito pela jornalista Ana Paula Araújo. Eu gostaria que todo mundo lesse essa obra. Por isso, é sobre ela que nós falaremos hoje.

Eu acredito que quanto mais nós falamos sobre um assunto, mais nós o compreendemos. Portanto, acho que nós devemos falar de assuntos polêmicos à exaustão. Afinal, como eu posso entender algo sem me informar sobre?

Leia mais: Holocausto Brasileiro – Livro

A empatia é um sentimento ótimo que permite que uma pessoa se coloque no lugar da outra. Mas é difícil ter empatia com o que você não conhece. Por isso, eu acho que as artes e o jornalismo são ferramentas empáticas fundamentais.

E eu estou dizendo tudo isso por um motivo simples. “Abuso: a cultura do estupro no Brasil” é um livro que dá espaço para a construção da empatia. Além disso, permite a reflexão sobre temas como educação sexual nas escolas, a cultura do estupro e a melhor forma de proteção das vítimas.

Portanto, é uma obra que precisa ser lida por todo mundo. Por homens e por mulheres. Afinal, tanto homens quanto mulheres podem ser bem cruéis com as vítimas de abuso.

Com um olhar sensível, Ana Paula Araújo retratou o pesadelo vivido por mulheres – e homens também – de todas as idades. Por isso, é importante avisar que é preciso estomago para a leitura da obra.

Se você já sofreu algum tipo de abuso se informe com o seu terapeuta a respeito da leitura, pois pode causar gatilhos. E se você não faz terapia, pense em buscar ajuda. É muito importante lidar com esse trauma e muito difícil fazê-lo sem o auxilio de um profissional.

Não importa o que disseram: você é a vítima e merece toda a ajuda necessária. Fique firme e saiba que você não está sozinha.

Enredo

Por que o estupro é um crime ainda tão comum no Brasil? Por que a vítima muitas vezes é tão – ou mais – julgada pela sociedade do que o próprio criminoso? Como é possível fazer uma denúncia?

A obra é uma reportagem que trata do medo e vergonha das vítimas, de como elas são julgadas e muitas vezes culpabilizadas pela sociedade e pelo poder público. Além disso, trata as dificuldades para denunciar, dos caminhos para superar o trauma e seguir em frente.

Outro ponto importante é como atitudes tão entranhadas em nossa sociedade geraram uma verdadeira cultura do estupro em nosso país.

Ela também auxilia as vítimas a utilizarem os meios de denúncia disponíveis no país, como o disque 100, e esclarece sobre o direito ao aborto decorrente de estupro, que é autorizado por lei sem que haja queixa na polícia.

Ana Paula analisa casos que chocaram os brasileiros e outros tantos que, apesar de bárbaros, ficaram perdidos em meio ao constrangimento das vítimas e à lentidão da lei para mostrar como o estupro afeta toda a rede familiar e deixa marcas indestrutíveis na vida de quem o sofre. Ela acompanha todo o caminho das vítimas por justiça e mostra todas as facetas e implicações desse crime tão cruel e, infelizmente, tão corriqueiro no Brasil.

Abuso é uma obra ousada, pesquisada com apuro e escrita com imensa sinceridade por uma das mais importantes jornalistas em atividade no país. Porém, mais do que tudo isso, Abuso é um livro extremamente necessário, que precisa ser lido por todos.

Abuso: a cultura do estupro no Brasil

Muitos dos elementos contidos no livro foram novidades para mim. Por isso, eu digo que aprendi muito e que saí modificada dessa leitura.

É claro que não foi fácil. Imagino que para a Ana Paula deve ter sido muito difícil escrever a obra e, por isso, eu agradeço. Aliás, há muito o que se agradecer por esse trabalho.

Afinal, é um serviço à nossa sociedade. Um raio de luz que mostra que talvez – mesmo que demore muito – a gente possa melhorar.

Mas não é uma obra que deva ser lida só por quem já pesquisa sobre o assunto. O ideal é que seja lida por quem diz coisas como “mas será que a roupa dela não foi a causa?”.

Já passou da hora de nós – enquanto sociedade – renegarmos qualquer tipo de pensamento que torne a vítima culpada. Seja ela de qualquer idade.

Se interessou?

Amazon

Submarino

Americanas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *