Ladrillo Music

Ladrillo – entrevista exclusiva com a banda

Hoje é dia de mais uma entrevista aqui no Diferentão. Dessa vez a conversa foi com a Ladrillo. Talvez você não os conheça ainda, mas com certeza ouvirá falar muito do grupo.

Recentemente, a Ladrillo lançou seu primeiro clipe. Por isso, nós vamos colocá-lo aqui. Tenho certeza que vocês vão amar.

Leia também: Entrevista com a banda inglesa Cut Capers

Mas não deixe de compartilhar suas opiniões nos comentários. Além disso, não deixe de apoiar os artistas nacionais. Ou seja, compartilhem o som da Ladrillo Music com o máximo de pessoas possíveis.

Afinal, essa é uma grande forma de ajudar. Por mais que ainda se faça a relação entre ajuda e questão financeira. Nem sempre é assim!

1 – Quem são os integrantes ladrillo?

Nós da Ladrillo somos em 3:

  • Bia Ropaf, cantora;
  • Rogério Sales no violão, guitarra e vocais;
  • Vlad Carvalho no baixo.

2 – Como o grupo começou?

A Ladrillo nasceu de um projeto do contrabaixista Vlad Carvalho e do guitarrista Rogério Sales. Amigos e parceiros musicais desde a adolescência, que buscavam promover uma conexão entre a música brasileira e as diversas expressões culturais da América Latina.

Essa ideia, que se manteve em processo embrionário por anos, com rascunhos de composições e arranjos, ganhou forma em meio ao período de quarentena em 2020.

Mas eles perceberam a necessidade de ter uma voz feminina e, por isso, convidaram a cantora paulistana Beatriz Ropaf para se juntar ao grupo e gravarem as músicas.

Da tradução do espanhol ‘tijolo’, Ladrillo quer representar os elementos que compõem a vasta construção da cultura musical latino-americana.

As canções autorais do grupo buscam unir vários desses elementos, seja nos ritmos ou nos temas abordados nas canções compostas em diferentes línguas, destacando a riqueza e a diversidade do povo e da cultura latina

3 – Que estilo musical vocês fazem?

Nossa música é uma mistura de música brasileira com ritmos latinos. Queremos gerar identificação no mundo inteiro e que todos os 7 continentes possam curtir com a gente de alguma forma: seja no ritmo, nos idiomas usados nas músicas, nas letras…

4 – Quais as maiores inspirações da ladrillo?

Nossas influências passam pelos clássicos da música popular brasileira, como Gilberto Gil e Caetano Veloso. Além disso, passamos também pela música latina, como Bacilos, Carlos Vives, Julieta Venegas, Jorge Drexler, Juan Luis Guerra, etc.

Leia também: Miranda! Banda Argentina

Admiramos artistas que hoje tem representado nossa cultura para o mundo, como Baiana System aqui no Brasil e Calle 13 em Porto Rico.

Além de tudo, nos inspiramos em artistas de outros lugares do mundo que tem a identidade regional expressa em sua música, como a cantora Mayra Andrade, de Cabo Verde.

5 – Falem um pouco sobre a primeira música

“Al Verte Bailar” é uma música que tem a cara da américa latina, porém não é apenas o ritmo que deixa isso bem evidente com as típicas batidas marcadas da mistura de merengue, lambada e zouk, mas nos idiomas que escolhemos compor a música: espanhol que é a principal língua da américa latina, e o francês, que escolhemos para gerar familiarização com alguns países do mundo.

Somos uma banda de world music e queremos estar em todos os continentes.

6 – Quais são seus planos para o futuro próximo?

“Al Verte Bailar” é o primeiro single da banda. Lançamos em todas as plataformas digitais junto com o clipe que está disponível no YouTube.

Inicialmente queremos que esse single chegue no maior número de pessoas possível. Afinal é assim que todos saberão quem é a Banda Ladrillo.

Nós já temos 7 músicas gravadas, estamos trabalhando em mais duas. Nosso próximo lançamento está previsto para o início do ano que vem. Spoiler: a letra será em português e inglês.

7 – Em quais redes sociais as pessoas podem acompanhar a Ladrillo?

Nas Plataformas de Streaming como LADRILLO. Nas redes sociais como @LadrilloMusic

Gostaria de agradecer a todos os integrantes da Ladrillo Music por essa entrevista. É um prazer divulgar o grupo no blog. Aliás, deixo claro que a página está aberta para a divulgação de novas músicas.

*Alterei alguns pontos da entrevista, mas apenas com o intuito de melhorar o SEO da página.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *