Coraline

Coraline – Literatura

Ontem foi dia das crianças. Por isso, acho que nós deveríamos falar sobre uma obra infantojuvenil. O livro que eu escolhi, foi o último que li, Coraline. Uma obra escrita por Neil Gaiman e que é um terror infantojuvenil.

Leia Mais: Robin Hood

Eu conhecia Coraline por causa do filme de (ano). Mas fiquei muito feliz por ter lido o livro. Gostaria de ter tido esse primeiro contato mais jovem, porém não foi possível. Paciência. Antes tarde do que nunca.

Um dos aspectos que faz sentir essa vontade é o fato de a heroína ser uma menina. É muito importante essa representatividade, especialmente para crianças. Como o próprio Neil já declarou, ele escreveu Coraline para as filhas dele. Nada mais justo que uma menina fosse o foco da história.

Mas acontece que ela é mais do que isso. Afinal, nós estamos falando de uma história que precisa de uma protagonista forte, destemida. Coraline é a heroína e a salvação de todos depende apenas dela.

Além disso, acho muito bonita a forma como a Coraline surge com sua coragem. Ela não é corajosa por sair fazendo tudo sem medo, mas sim pelo fato de que ela faz, mesmo com medo.

A menina é inocente como qualquer criança. Sua juventude é muito respeitada por Gaiman, por isso ela pode conversar bem com o público mais jovem.

Coraline – Enredo

Na nova casa de Coraline, há uma porta que esconde segredos. Um outro mundo, com pais de pele muito branca e olhos de botões negros. E eles querem que Coraline fique ali. Para sempre.

*Enredo copiado da parte de trás da edição da Editora Intrínseca.

Coraline

Neil Gaiman tem um estilo de escrita muito envolvente. Por mais que Coraline seja seu primeiro livro infantojuvenil, ele não perde essa característica na escrita.

Além disso, ele tem muitos cuidados para respeitar os limites infantis. Muitas crianças sofrem com separação dos pais ou ausência. Por isso, é muito importante que autores de histórias assustadoras trabalhem de forma a não permitir que os pequenos tragam seus traumas para a ficção.

Por isso, Coraline está em uma família na qual ausência e divórcio não são problemas. A questão dela é tentar salvar os pais das garras dos pais de outro mundo. Por isso, é possível sentir medo, mas não é uma questão que os pequenos vão levar para a vida real.

Se interessou?

Submarino

Amazon

Livraria da Vila

Sebo do Messias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *