o homem que ri

O homem que ri – Literatura

“O homem que ri” é um livro de 1869. Escrito por Victor Hugo, não é uma das obras mais conhecidas do autor. Mas é um clássico incrível.

Sejamos justos com a obra, não é fácil ser um livro conhecido do Victor Hugo. Afinal, a obra está concorrendo com grandes sucessos como “O corcunda de Notre Dame” e “Os miseráveis”.

Assim como as outros escritos do francês, “O homem que ri” tem uma série de contextos históricos. Um deles, os comprachicos, é uma lenda e, por isso, não se sabe até que ponto pode ter alguma realidade.

Os comprachicos seriam pessoas que compravam crianças para fazer nelas cirurgias de deformação.

Talvez isso seja uma realidade. Talvez não.

Como em outras obras de Victor Hugo, ele trabalha muito bem a relação entre algo que é sublime e grotesco. O mais famoso personagem desses foi o Quasímodo, mas nessa obra a dualidade também é lindamente trabalhada em um personagem chamado Gwynplaine.

O jovem Gwynplaine é uma bela representação de como algo pode ser muito bonito, mas horrível. Além disso, ele pode ter sentimentos elevados e também pecados e suas dificuldades de consciência.

Talvez seja isso que faz com que Gwynplaine seja um personagem literário e bem humano.

Além disso, há um aspecto importante na personagem, o sorriso constante. Não é apenas o sublime e o grotesco que habitam o jovem. O trágico e o cômico também estão presentes nesse que é um ator.

Gwynplaine contém em si o teatro.

O homem que ri – enredo

Gwynplaine é um homem cujo rosto carrega ao mesmo tempo as dimensões trágica e cômica da existência. Submetido, ainda criança, a uma cirurgia que desfigura seu rosto, ele possui uma cicatriz que denota um sorriso constante.

Abandonado, ele encontra em seu caminho Dea, uma menina cega que acabara de perder a mãe, vítima do rigoroso inverno.

As duas crianças cruzam o caminho de Ursus, um artista saltimbanco de coração generoso que decide abrigá-los. Juntos se tornam uma família e passam a apresentar-se em espetáculos populares para ganhar a vida, fato que acaba desencadeando uma série de conflitos e dramas.

Como todo romance monumental de Victor Hugo, O homem que ri é composto de vários romances que o leitor pode descobrir, combinar como quiser e ler como bem entender.”

Se interessou?

Amazon

Livraria Cultura

Submarino

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *