filme sobre ditadura

Filme sobre Ditadura: O ano em meus pais saíram de férias

Filme sobre Ditadura

Hoje é dia de falar de cinema e, hoje, será um filme sobre ditadura. A produção cinematográfica brasileira é bem vasta quando se trata dessa época histórica. Por isso, eu tinha muitas opções de escolha. Entretanto, “O ano em que meus pais saíram de férias” foi o escolhido por alguns aspectos.

Em primeiro lugar quero citar que existem muito filme sobre ditadura que é incrível. Falando especificamente sobre ditadura brasileira, podemos citar: “O que é isso companheiro”, “As meninas”, a série ‘Queridos Amigos’, o documentário “O dia que durou 21 anos” etc.

Porém, também vale a pena lembrar que existem filmes que retratam outras ditaduras. Algumas que, inclusive, foram – em alguns aspectos – mais difíceis do que a nossa.

O ano em que meus pais saíram de férias

Em 1970, o Brasil e o mundo parecem estar de cabeça para baixo, mas a maior preocupação na vida de Mauro, um garoto de 12 anos, tem pouco a ver com a ditadura militar que impera no País, seu maior sonho é ver o Brasil tricampeão mundial de futebol. De repente, ele é separado dos pais e obrigado a se adaptar a uma estranha e divertida comunidade – o Bom Retiro, bairro de São Paulo, que abriga judeus, italianos, entre outras culturas. Uma história emocionante de superação e solidariedade.

Por que esse filme?

Como eu disse no início desse post, alguns aspectos me fizeram escolher esse filme. O principal deles foi o fato de que esse é o único filme que eu conheço que relata essa época sob o  olhar de uma criança. Mauro só tem 12 anos. Ele não compreende completamente o que está acontecendo, mas a tensão do momento também lhe pertence.

Não vá assistir ao filme esperando grandes cenas de correria e ação. Na maioria das vezes quem corre são as crianças e é só por estarem brincando. A verdade é que a obra é relativamente parada e isso é proposital. Ela reflete os dias de um menino que se sente só e que espera pelos pais que ele não sabe quando voltam.

A perspectiva inocente de uma vítima indireta da Ditadura Militar pode te emocionar. É um filme feito para ser triste e ele atinge esse objetivo com sucesso. Mas é mais do que isso, é um filme bonito de se ver.

Quer sugerir uma pauta ou falar sobre o filme? Envie email para [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *