ditadura brasileira

A ditadura brasileira foi golpe, ou não?

Há anos a ditadura brasileira é estudada no Brasil. Claramente, as escolas falharam em algum ponto, já que é surpreendente a quantidade de pessoas que duvidam do golpe. Em 1964 o Brasil sofreu um golpe militar, reconhecido pelo mundo inteiro. Provado. Estudado. E, principalmente, rechaçado.

A ditadura militar durou 21 anos. Durante esse tempo, o Brasil foi um país de censura, repressão e eleições indiretas. A pátria dita amada passou 21 anos vendo diferentes militares assumindo o poder, sem nenhuma garantia de melhora, sem nenhuma eleição.

Muita gente diz: “Meu avô viveu nessa época e não foi reprimido”. Não? Às vezes a repressão vem de formas tão pequenas que as pessoas se quer percebem. O trabalhador era obrigado a carregar a carteira de trabalho na bolsa ou poderia ser levado pela polícia. Acha justo? Eu vivo esquecendo meus documentos em casa, você nunca esqueceu?

Início da Ditadura Brasileira

A ditadura teve início em 1964. João Goulart – eleito de forma democrática – abandonou a presidência quando soube que sofreria um golpe. Por isso, hoje em dia algumas pessoas dizem que não houve um golpe, uma vez que, o presidente havia abandonado o seu posto.

Entretanto, é preciso lembrar que ele teve duas escolhas. Se manter no posto e ser retirado ou sair de livre e espontânea vontade. Talvez ele devesse ter ficado, mas quem somos nós para julgá-lo?

Além disso, nossa Constituição prevê outras soluções para o caso de um presidente abandonar o cargo. Os militares assumindo a presidência sem eleições e mantendo o poder por 21 anos, definitivamente, não é uma delas.

No dia seguinte a queda de Goulart foi instaurado o Ato Institucional número 1 – o AI 1. A partir disso, a liberdade deixou de ser uma realidade no país.

A desculpa dos militares foi a de estar protegendo o país da ameaça comunista. Isso nunca foi comprovado.

O momento mais próspero do país

Uma das maiores defesas dos amantes da ditadura militar é a de que foi uma época de falta de corrupção. Porém, não havia liberdade de imprensa. Se hoje, nós conhecemos os escândalos de corrupção é pelo fato de que nós pudemos ser informados pelos jornais, revistas, internet e televisão.

Ou seja, quem poderia te informar da corrupção se os jornalistas que enfrentavam o sistema foram mortos? É possível acreditar no suicídio de Vladmir Herzog? Dá pra aceitar que alguém consegue se enforcar encostando os pés no chão?

Além disso, basta um pouco de pesquisa para compreender muitas coisas. Na época o nível de produção interno era realmente elevado. Entretanto, o Brasil viveu períodos de inflação elevados e a dívida externa do país alcançou o valor de US$ 95,856 milhões em 1985.

Portanto, acho que posso afirmar que o Milagre Econômico não foi tão bom assim!

Fontes 1 e 2

Até a próxima e não se esqueçam de enviar email para [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *